loader image
Migrar para o Digital Vender Mais Vender Online

Branding: Como uma boa gestão de marca pode fazer sua empresa decolar

A busca para conquistar um lugar de destaque no coração e na mente dos consumidores está cada dia mais acirrada. E para que a sua marca seja bem vista, admirada e desejada, investir em branding pode ser o fator determinante para o crescimento da sua empresa. Quer saber como? Continue lendo esse artigo. 

Neste artigo serão abordados os seguintes tópicos: 

  • O que é Branding? 
  • O Branding na construção de marca das empresas; 
  • Por que investir em Branding? 
  • Como trabalhar o Branding na sua empresa; 
  • 5 estratégias para fortalecer o Branding da sua empresa;
  • Branding: Etapas fundamentais para a criação de um logo;
  • Que atenção você dá ao Branding da sua empresa? 

Tempo de Leitura: 20 minutos.

O que é Branding?

Antes de mais nada, precisamos entender o que é Branding e o motivo de ser tão importante para as empresas. 

Branding é a gestão das estratégias de marca de uma empresa ou organização. Ele envolve ações relacionadas ao propósito, valores, identidade e posicionamento com o objetivo de torná-la mais atrativa e positiva na mente dos clientes e do público em geral. 

Quando você entende o papel do branding e se dedica a criar uma percepção positiva da sua empresa no mercado consumidor, sua marca pode ecoar por todos os lugares, cidades, estados, países e no mundo. Isso significa, entre outros aspectos, resultados cada vez mais positivos. 

Agora, tente fechar os olhos e pensar em uma marca. 

Pensou? Bom, acredito que além do nome, cores, letras ou até mesmo jingles e comerciais de tv, você também pensou em sensações, sabores ou lembranças. 

Isso porque o branding faz isso. Ele desperta sensações, criando conexões conscientes e inconscientes dentro de nós. A decisão de compra por um produto ou serviço é diretamente influenciada por essas conexões e por isso deve ser um exercício contínuo das empresas. 

Vamos agora para um outro exemplo: Quais elementos compõem a sua personalidade? 

As roupas que veste? Suas crenças? Seu senso moral? Seu gosto musical? O modo como se comporta em sociedade? Poderíamos fazer uma lista aqui, não é mesmo? Com o Branding é a mesma coisa. 

O branding envolve a criação do logotipo, escolha da fonte, discurso, tom de voz, valores, jingles, representantes e uma infinidade de fatores que ajudam a construir a personalidade de uma marca e conquistar espaço na mente do consumidor através de percepções, sensações e símbolos. 

Trata-se da união de práticas que geram valor além do produto. É a representação do significado e da identidade de uma empresa. E precisa ser levado a sério. 

Leia também: Atração e retenção de clientes: Quando apostar em cada estratégia? 

Branding na construção de marca das empresas

O Branding é um conjunto de estratégias muito bem trabalhadas pelas maiores empresas do mundo há muitos anos. Um bom exemplo disso é a associação de felicidade com a Coca-Cola, por exemplo, ou quando objetos roxos nos fazem lembrar automaticamente do Nubank. 

Diversas empresas ficaram famosas pelo seu ótimo trabalho de branding. Não é a toa que algumas delas, inclusive, se tornaram sinônimo de produto, como Bom-Bril, Gillette, Maizena, Leite Moça, Band-Aid, Cotonetes, Chiclets, Sucrilhos, Leite Ninho, Miojo, Super Bonder e Nescafé, por exemplo. 

Mas engana-se quem pensa que o Branding é uma estratégia exclusiva das grandes marcas, ou que elas conquistaram essa popularidade toda da noite para o dia. É tudo parte de um processo complexo de gestão que não traz ótimos resultados de imediato, mas é capaz de produzir frutos a médio e longo prazos. 

O Branding tem um papel mais que crucial na construção da marca de uma empresa, porém, uma boa estratégia de branding só sobrevive nos dias atuais se a empresa entregar o que promete no relacionamento contínuo com o consumidor. Como assim? 

Com a presença cada vez maior das redes sociais na vida das pessoas, é possível que você utilize o branding para fazer com que sua marca seja vista como uma amiga. Ou seja, os valores e o propósito da empresa também precisam ser perceptíveis na conexão criada a partir da interação com os usuários e seguidores da marca. 

Por que investir em Branding?

A resposta é simples: o Branding constrói uma personalidade única para sua marca, criando proximidade com o público e gerando notoriedade para os seus produtos e serviços. 

Quando você entende a importância de trabalhar o branding da sua empresa, você consegue elevar ainda mais o nível dos seus serviços e produtos, ampliando o seu diferencial competitivo e gerando valor para o nome da sua marca, que se solidifica na mente do público ao longo do tempo.

Mas não basta apenas ter uma marca e boas estratégias de branding. É preciso protegê-la. 

Sendo assim, registrar legalmente sua marca é a única maneira de protegê-la contra cópias praticadas por concorrentes. Além disso, o registro é uma maneira segura de assegurar seu espaço no mercado e garantir os direitos sobre o nome escolhido.

Esse registro é realizado através do Instituto da Propriedade Industrial (INPI), e lhe confere o direito de utilização em todo o território nacional com possibilidade de abrangência para mais de 100 países.

Como trabalhar o branding na sua empresa?

Assim como criar uma marca pode ser um trabalho complexo, fazer a gestão dela também é. Por isso, antes de trabalhar o branding da sua empresa, é preciso que você entenda a fundo, quem é a sua empresa e quais os valores dela. 

Sua marca deve ter uma identidade forte e coerente e carregar isso em sua comunicação. Isso criará a ponte entre o que ela deseja transmitir e como o público a enxerga. 

Dessa forma, elas permanecerão por mais tempo na mente das pessoas e, na maioria das vezes, estarão ligadas a conceitos, como qualidade, confiança, bom serviço, durabilidade, etc. 

Além disso, o principal papel do Branding é criar notoriedade para sua marca, logo, sua empresa precisa ser aquilo que representa, entregando para o público tudo o que, de fato, expressa na comunicação. 

De modo geral, é preciso fortalecer sua marca dia após dia, para que ela conquiste um lugar de destaque no mercado e mantenha uma forte competitividade frente à concorrência. 

Neste sentido, listamos abaixo 5 estratégias de branding para fortalecer sua marca.

Leia também: O que você precisa saber sobre atração de clientes 

.

5 estratégias para fortalecer o branding da sua empresa

1 – Tenha um diferencial 

Quando foi a última vez em que teve uma ótima experiência com uma empresa? Consegue identificar os elementos responsáveis por esse efeito? Provavelmente,  havia um ou mais itens “extras” ligados ao produto ou serviço que você esteve em contato. 

Seja em uma embalagem, no atendimento personalizado, em um brinde ou na experiência sensorial que ficou na sua lembrança, tudo foi pensado para que você fosse impactado(a) com essa sensação. 

Para reforçar sua marca junto ao público, ter um diferencial é importante, e faz com que as pessoas recomendem seu produto ou serviço para outras pessoas. Ainda que existam produtos ou serviços semelhantes e até mesmo com um valor menor, o seu diferencial fará com que ela escolha pela experiência proporcionada pela sua marca. 

2 – Conheça bem o seu público

O ponto-chave de fortalecer sua marca é criando identificação entre ela e o público. Mas isso só é possível se você souber com quem está se comunicando. Ou seja, é essencial que você identifique seu público-alvo e defina as personas do seu negócio. 

Para isso, identifique gostos e preferências, os hábitos de consumo, itens com maior apelo visual, etc. Assim, você poderá usar os elementos que melhor representam sua marca ao mesmo tempo que fortalece seus elementos na mente deles e entrega o que, de fato, criará a conexão entre ambos. 

3 – Estabeleça o tom de voz e a personalidade

Como já falamos anteriormente, a personalidade da marca é um ponto crucial para que ela conquiste um espaço de relevância na memória do seu público-alvo. Isso também envolve os termos usados em campanhas, posts, vídeos, materiais impressos, etc. 

Nas redes sociais isso é altamente perceptível, especialmente no Twitter e no Facebook. É comum ver marcas cujo público-alvo possui características mais jovens e antenadas, por exemplo, participando de brincadeiras, memes ou respondendo de maneira leve e bem humorada aos comentários dos internautas. 

Em alguns casos, é possível interagir e lidar com a concorrência de maneira descontraída, como é o caso da Netflix, que além de interagir de maneira espontânea e divertida com outras empresas de streaming, gera grande visibilidade através de sua movimentação nas redes. 

4 – Tenha ou apoie uma causa 

Outra excelente maneira de tornar sua marca relevante é apoiando uma causa social, ambiental, cultural, entre outras. Isso embute seriedade ao seu negócio e atrai com maior facilidade pessoas engajadas com a causa apoiada. 

Além disso, você contribui de alguma forma com a sociedade e ganha um respeito ainda maior no mercado a qual está inserido.  

5 – Desenvolva a identidade visual da sua marca

Chegamos a identidade visual da marca. Sendo um dos principais aspectos do Branding, uma boa identidade visual faz toda a diferença se você quer reforçar a marca na mente consumidora. Mas como fazer isso? 

Bom, para fixar sua marca de forma memorável, é preciso investir na criação de um bom logo, em cores que transmitam os valores e o segmento da empresa, elementos de fácil identificação, formas, designs especiais, etc. 

Volto a ressaltar a importância de conhecer bem o seu público, pois isso ajuda a entender melhor a percepção da marca e como otimizar seu visual. Por exemplo, se você se comunica com o mercado B2B, seu diálogo será direcionado para executivos e gestores, neste caso, seu logo não poderá ter elementos ou cores que remetam ao universo infantil. 

A seguir, falaremos um pouco mais sobre a criação do logo e sua importância no branding de uma empresa.

Leia também: O que é Omnichannel e qual o poder dessa estratégia?

Branding: Etapas fundamentais para a criação de um logo:

A identidade visual de uma marca é o fator que dará suporte para que uma empresa seja facilmente reconhecida e diferenciada no mercado. Mas isso só será possível se o principal elemento dela for capaz de externalizar todos os valores e o propósito da marca para o público. Chamamos esse elemento de logotipo, ou apenas logo. 

O logo, por sua vez, deve ser capaz de transmitir com criatividade tudo o que a empresa representa, traduzindo a essência da marca para os consumidores e ajudando-os a identificar e consumir seus produtos e serviços.  

Para ajudar você neste processo, resolvemos trazer aqui um passo a passo especial de como realizamos a criação de logo dos clientes aqui na Optmy. 

1 – Leitura do briefing 

O briefing é o primeiro contato que temos com o cliente após o fechamento do contrato. Trata-se de um documento em que estão dispostas todas as informações relevantes sobre a empresa, como o ramo de atuação, serviços, produtos, concorrentes, público-alvo, entre outras. 

Nesta fase é importante que se tenha acesso a um logotipo anterior, caso ele exista,  ou seja mencionada a necessidade de um elemento específico.

2 – Pesquisa de referências 

Após a leitura detalhada do briefing, partimos para a análise das tendências de mercado para o segmento em questão. Neste caso, há uma busca por referências nacionais e internacionais, pesquisa dos concorrentes, e tudo o que for relacionado que possa ser traduzido em novas ideias. 

Quanto mais informações e referências reunidas sobre o universo da empresa, melhor. Por isso, cores, formas, fontes e elementos devem ajudar a chegar a um resultado original e satisfatório.

3 – Escolha do conceito

Conforme as referências vão sendo reunidas, novas ideias vão surgindo. Essa etapa consiste em reunir essas ideias combinando-as com a psicologia das cores, semiótica e técnicas de design para encontrar o conceito criativo a seguir. 

É a hora de fazer rabiscos no papel, filtrar as melhores ideias, pedir opiniões e refinar o trabalho, levando tudo para a execução em programas vetoriais de computador. 

4 – Escolha da tipografia 

Nesta etapa, deve-se procurar a tipografia que melhor se encaixe no seu projeto. A forma das letras, assim como suas cores, irão agregar sentido aos elementos e transparecer a personalidade e posicionamento da empresa. 

Vale a pena buscar referências em vários sites e testar diversas opções até encontrar a fonte ideal. 

5 – Estudo das cores 

Após a definição da tipografia, é preciso pensar com muita cautela nas cores que farão parte do logo. Na maioria das vezes, já existe uma paleta de cores definida pelo cliente, mas em alguns casos, é preciso criá-la do zero. 

É necessário conhecer sobre a psicologia das cores e o que cada uma delas transmite, para que as cores utilizadas não se distanciem dos valores da marca e dos sentimentos que a empresa busca transmitir ao público.

As cores do logo são parte do DNA da empresa, por isso, é preciso prestar bastante atenção nesta etapa para garantir que o resultado final não seja comprometido. 

6 – Teste de tamanho e proporção

Definidos os elementos, formas, tipografia e cores, chegou a hora de analisar se há um equilíbrio entre eles. Isso envolve a proporção, unidade, legibilidade e diminuição mínima do logo. Atentar-se a esse detalhe é de fundamental importância no branding de uma empresa. 

7 – Revisão e ajustes finais

Após concluir todas as etapas anteriores, é hora dos retoques finais. É aqui que todos os detalhes são corrigidos e há uma dedicação maior no acabamento, buscando encontrar a harmonia perfeita entre todos os elementos visuais do logo. 

8 – Aplicação em formatos diferentes

Agora é o momento de realizar uma simulação visual da marca em diferentes peças. Faça isso pensando em cartões de visita, anúncios, folders, canecas, uniformes, bonés, camisetas, canetas e tudo o que julgar necessário. 

Isso fará com que o cliente visualize mais claramente a ideia, diminuindo a incidência de alterações ou ajustes. 

9 – Apresentação

Assim como seu logo, a apresentação deve ser excelente. Transmita confiança ao explicar todo o conceito, a escolha das cores, e como tudo está adequado à ideia transmitida através do briefing. Defenda sua ideia e seus pontos de vista artísticos, isso com certeza ganhará pontos com o cliente e ampliará as chances de aprovação.  

 

Que atenção você tem dado ao Branding da sua empresa?

Atualmente, investir em branding não é mais uma escolha, e sim uma necessidade. É uma estratégia essencial para todos aqueles que desejam tornar seu negócio mais conhecido e relevante no mercado. Além disso, ao fortalecer sua marca, você facilita a captação de leads, contribuindo de forma exponencial para os setores de marketing e vendas, já que a visibilidade da empresa é ampliada e há uma diferenciação maior da concorrência. 

Ou seja, uma gestão de marca eficiente é capaz de repercutir diretamente nos resultados, e por isso, deve estar mais do que presente no cotidiano da sua empresa. 

É correto dizer que desenvolver estratégias de branding demanda muita pesquisa, estudo e planejamento. Para isso, é importante buscar a ajuda de profissionais especializados no assunto, pois dessa maneira a estratégia traçada será muito mais precisa.

Aqui na Optmy, conhecemos a fundo a importância do Branding e por isso trabalhamos ativamente na criação e manutenção das marcas de todos os nossos clientes. Desde o registro de marca até a implementação de Inteligência Artificial no seu atendimento, estamos prontos para ajudar sua empresa a crescer cada vez mais. Quer saber como podemos ajudar? Entre em contato conosco! 

Author

Fernando Silva

Redator e Produtor de Conteúdo na Optmy. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário FIAM FAAM, de São Paulo. Um eterno aprendiz, apaixonado pelo poder didático e emocional das palavras, literatura fantástica, música e cultura pop.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.